Primeira Via 20 anos: DO CLIPPING AO EMOJI 

Neste dia 30 de abril a Primeira Via completa 20 anos de existência. Como boa parte dos empreendedores, iniciei a empresa no melhor estilo “garagem” – no caso a sala do apartamento, em novembro de 1997. Mas foi em 1999 que o espaço  ficou pequeno e cansei de acumular jornais em casa para fazer o clipping. Precisava crescer e foi a partir desta decisão que considero a data como o aniversário da empresa. A Primeira Via ganhou endereço e uma equipe, o que fez toda a diferença. Não só porque consegui parar de recortar e colar jornais, mas porque estar com outras pessoas engajadas pelo mesmo objetivo nos faz crescer em todos os sentidos.

 

A Primeira Via nasceu focada em fazer assessoria de imprensa. Começamos com três clientes e em menos de quatro meses na nova sede já eram 10. O cenário da mídia no início dos anos 2000 era bem diferente de hoje. Só em Florianópolis eram três jornais de circulação diária e os portais de notícia começavam a pipocar. As emissoras de tv investiam em programas regionais com uma grade ampla. Então, o grande foco do nosso trabalho era gerar pautas e conteúdos atrativos para esse leque de opções da mídia editorial, alinhados com as estratégias de comunicação dos nossos clientes. Para proporcionar visibilidade espontânea só existia este caminho. Foi uma década de muitas pautas!

 

O cenário começou a mudar com a chegada dos blogs. Comandados por pessoas  reconhecidas (ou não), com autoridade em determinado assunto (ou não), esses blogs ganharam relevância. De repente era importante estar no “blog do João” que escrevia sobre cinema, ou da “Maria” que era especialista em investimentos. Os acessos cresciam e fazia sentido para nossos clientes estarem presentes ali também. Era mais uma opção, no meio de tantos clippings de jornais, revistas, programas de tv e rádio.

 

Logo o cenário digital ganhou outros atores com a consolidação das redes sociais: os influenciadores digitais. E além de redigir uma boa pauta para a imprensa, passamos a usar também as hashtags e os emojis. Alguns desses influenciadores souberam rapidamente se posicionar, apostaram em nichos e ganharam milhares de seguidores. Outros até hoje ainda são aventureiros que estão tentando surfar a onda sem saber subir na prancha.

 

Já no meio corporativo, muitas empresas entenderam que ter o seu próprio canal de comunicação através de um blog com conteúdo relevante seria uma forma eficaz de atrair e conversar diretamente com seu público. E ainda poderiam  replicar tudo isso nas redes sociais.

 

Mesmo com o enxugamento dos veículos de comunicação, a assessoria de imprensa continua mantendo sua importância pela credibilidade que a mídia conquistou. Afinal, em tempos de fake news e de tanta informação irrelevante nas redes sociais, o bom jornalismo, aquele que apura informação para trazer a verdade, passa a ser fundamental em uma sociedade democrática. E os jornalistas precisam de cases reais e de fontes confiáveis para contar boas histórias.

 

Essa rápida e despretensiosa retrospectiva mostra que os canais e as formas de comunicar mudaram muito e ainda vão mudar. Difícil prever quais existirão nos próximos 10 ou 20 anos. Porém, olhando para o início da Primeira Via, no final dos anos 90, vejo claramente que uma coisa não mudou: cada empresa ou organização tem sua necessidade específica de comunicação e precisamos entender isso para desenhar uma boa estratégia. Não dá para aplicar fórmula “fast food”.

 

Para os próximos anos, a certeza que temos é que vamos precisar continuar mergulhando com dedicação e profissionalismo no mundo de cada um de nossos clientes para trazer os melhores resultados em comunicação.

 

Agradeço a todos que fazem ou fizeram parte da nossa trajetória de duas décadas de alguma forma: clientes, colaboradores, amigos, parceiros. Sem vocês hoje eu não teria essa história com tamanha bagagem para compartilhar.

4 thoughts on “Primeira Via 20 anos: do clipping ao emoji

  1. Mariana Woj says:

    Que história rica para ser compartilhada! Parabéns pela sua trajetória, coragem e inovação, pois como deu para ler em comunicação não tem como ficar parado, né? Parabéns a você e a Primeira via!

  2. Luciana says:

    Mariana, fico feliz de ter convivido contigo e participado, como representante da empresa cliente, desta história de sucesso. Desejo que a Primeira Via tenha uma longa vida de trabalho competente e dedicado no mercado. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *