Curso de Whatsapp

O WhatsApp está no topo do ranking dos aplicativos mais baixados no mundo, segundo pesquisa da SensorTower, e é também o preferido dos brasileiros para envio de mensagens. No Brasil, são 220 milhões de smartphones ativos, dos quais 90% têm o aplicativo. O app é visualizado em média 15 vezes por hora (faça suas próprias contas). Usado basicamente para a troca de mensagens, o WhatsApp ainda é pouco explorado no mundo corporativo para gerar negócios, melhorar o relacionamento e a fidelização com clientes.

Quem trouxe estas informações foi meu colega João Paulo Borges, jornalista que estuda o assunto desde 2016 e se especializou no uso da ferramenta para empresas, entidades, órgãos públicos e políticos. No final de novembro fizemos uma oficina de comunicação pelo Whatsapp, com apoio do CELTA, e o João passou  várias dicas profissionais que resumo neste artigo.

Planejamento é tudo

Como qualquer outra ferramenta de comunicação, o Whatsapp exige planejamento. Um dos grandes erros é criar listas de transmissão para o seu negócio do seu telefone particular. Alguém vai ter que interagir com as pessoas e esse alguém acaba sendo o dono do telefone. Por isso, use um telefone corporativo e faça os disparos pelo WhatsApp Business, que tem alguns recursos extras, como as respostas automáticas.

Grupos ou listas?

Outro equívoco bem comum é criar grupos para uma comunicação corporativa. Nasce aí um poço de polêmica para administrar, além de invadir a privacidade das pessoas.

Lista de transmissão é sempre o melhor caminho para uma comunicação profissional. Mas atenção: o contato precisa adicionar o seu número de telefone na agenda para que receba o conteúdo da lista. A lista realmente dá um pouco mais de trabalho para montar, pois é manual. Mas depois é bem mais simples para administrar.

Check list

Para facilitar, o João Paulo montou este check list que é um ponto de partida para quem quer usar o WhatsApp de maneira profissional: 

  • Para quem vamos falar? Conheça seu público. 

  • Quais resultados esperar? O que você quer alcançar com esta comunicação?

  • Linguagem: será mais informal ou não cabe para o seu público?

  • Como funcionará? É preciso pensar na operação: de qual celular será enviado? Qual o sistema operacional que será usado? Existem algumas diferenças entre Android e iOS que devem ser observadas.

  • Captação de contatos. É preciso organizar um banco de contatos: uma boa dica é  exportar para uma planilha de Excel e fazer a segmentação por interesses, depois, atualizar pelo Contatos do Google

  • Definir a segmentação e configurar o WhatsApp business.

  • Mensagem de boas vindas.

  • Fazer as listas de transmissão.

  • Definir um horário para envio das mensagens.

  • Escrever as mensagens.

  • Ter metas e avaliá-las.

Dicas para as mensagens

O conteúdo deve ser apropriado para o canal, ou seja, curto, direto, com link que leve para mais informações. Outra sugestão é usar emojis. Claro que isso depende muito da natureza do seu negócio, mas via de regra os emojis geram empatia. Os vídeos devem ser usados com parcimônia, pois muitos usuários têm pacotes limitados de dados.

Com tantas possibilidades para agilizar e trazer eficiência para a comunicação, vimos que o WhatsApp ainda tem muito potencial a ser explorado. 

E você, já pensou em integrar esta ferramenta de forma profissional a uma estratégia mais ampla para a sua empresa? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *