Tempo de Leitura: 5 minutos

O que é e por que fazer briefing?

O que é e por que fazer briefing?

Seja para escrever um blog post, um material rico, elaborar uma arte e até coisas teoricamente mais simples como legendas, o briefing é uma parte essencial para executar projetos e produzir conteúdo. Você já deve ter escutado várias vezes essa palavra por aí, mas sabe do que exatamente se trata e por que fazer briefing é tão importante? 

Com origem do inglês, a palavra briefing já é dicionarizada na Língua Portuguesa e se refere ao ato de dar instruções objetivas sobre uma tarefa que deve ser executada. Fornecer o máximo de informações para que esta tarefa seja realizada com assertividade já é um argumento bastante significativo para você entender por que fazer briefing, mas podemos falar outros motivos. 

Alinhamento de expectativas 

Fazer com que a equipe de marketing ou a agência entendam exatamente qual é a sua ideia e o objetivo da mensagem é uma razão importante de por que fazer briefing. Muitas vezes você imagina uma forma de comunicar, uma arte, uma ação, mas não consegue passar sua ideia e qual resultado espera. Com o briefing, esse alinhamento se torna mais estreito e diminui a chance de o trabalho não corresponder às suas expectativas. 

É na etapa de briefing que determinamos o objetivo do trabalho que será realizado e qual mensagem queremos comunicar com uma ação. Com isso definido, fica mais fácil alinhar a abordagem, as plataformas e redes sociais que serão utilizadas para transmitir sua mensagem e até mesmo a linguagem adequada para atrair a atenção da sua audiência.

Eficiência da mensagem

Para isso, é importante ter mapeadas as personas do seu negócio, pois é para elas (ou pelo menos uma delas) que a ação irá se voltar. Saber quais são as dores dessas pessoas e como você pode trazer uma solução para os problemas ajuda a construir uma mensagem mais eficiente e com maior potencial de engajamento. 

A consequência disso é alcançar resultados mais expressivos em torno, por exemplo, de uma ação, de um blog post ou do lançamento de um material rico. E aqui estamos falando de diversos tipos de resultados, desde o aumento de seguidores em uma rede social, conversão e até vendas. 

Assertividade

Quanto mais informações e detalhes você fornecer na hora do briefing, melhor. Ao solicitar uma arte ou infográfico, por exemplo, usar referências do que você viu e gostou ajuda muito, assim como referências do que não fazer. Indicar cores a serem usadas e evitadas, quais ícones e fotos utilizar pode ser uma solução interessante para que o design seja mais assertivo em relação ao que você espera. 

Da mesma forma, ao pedir a elaboração de um texto, é interessante indicar expressões da sua área de atuação que devem ser utilizadas, o que não dizer e até mesmo oferecer conhecimentos que você já tem, com as suas palavras. Assim você recebe o projeto da forma como deseja e com a cara da sua empresa. 

Otimização

É bom reforçar que sem um briefing bem estruturado, a chance de as expectativas não estarem alinhadas é grande. Isso acaba gerando muitas trocas de e-mails para pedir ajustes, frustrações de ambas as partes, retrabalhos e muito tempo tomado em uma única tarefa, o que pode gerar também atrasos na entrega e não cumprimento de prazos. 

Com um direcionamento sólido, isso tende a ser minimizado, e os projetos podem ficar prontos até mais rápido do que o previsto. O briefing é apenas uma das etapas de produção de conteúdo, essencial para que você agregue valor ao seu negócio, converse com seu público e atraia novos clientes. 
Para conhecer as possibilidades de produção de conteúdo e como podemos te ajudar a dar visibilidade ao seu negócio, entre em contato conosco!

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp