fbpx
Tempo de Leitura: 8 minutos

Descubra se está no momento certo de inserir relações públicas no seu plano de marketing

No último ano, diante das adversidades, muitas empresas passaram a investir ainda mais em links e posts patrocinados  para impulsionar suas vendas, mas é fato que os consumidores ficam saturados com tanta publicidade piscando na tela do computador ou do smartphone. 

Por isso, o trabalho de relações públicas, ou PR (public relations) torna-se estratégico para que o consumidor busque a marca de forma orgânica por meio de conteúdos ou notícias. 

O problema é quando as empresas só buscam relações públicas para aumentar lides e converter em vendas. Uma verdade dura para você: PR não faz isso! 

O trabalho bem feito de relações públicas deve ser focado em construir relacionamento de médio a longo prazo com a imprensa, aumentar a sua autoridade e credibilidade, a fim de construir a sua imagem de forma consistente e orgânica. 

Se você tem essa mentalidade bem clara, pode ser o momento de considerar a estratégia no plano de marketing, mas ainda é necessário considerar outros fatores para que o trabalho seja realizado de forma assertiva. 

Como especialista de relações públicas, faz parte do meu trabalho dizer às empresas porque ainda pode não ser uma boa estratégia para a marca delas. 

Embora a imprensa gere autoridade e mais credibilidade para uma empresa, no final do dia existem outros pontos que uma empresa deve considerar antes de pensar em PR. 

Entre eles, estão:

  • O seu core business está bem definido?
  • O seu produto ou serviço já tem uma boa aceitação do público? 
  • Qual dor está resolvendo e o valor que agrega à vida das pessoas?

Se para o planejamento de 2022, você está considerando uma estratégia de relações públicas para a sua empresa, antes você deve fazer algumas considerações: 

Timing 

Algumas empresas costumam ter muito entusiasmo quando lançam algum produto ou serviço e querem compartilhar isso para o mundo como algo extremamente inovador. 

Até pode ser, mas, é necessário ter cases com resultados significativos, ou seja, ter um histórico que possa ser compartilhado com a imprensa é necessário para conquistar um bom espaço. 

Muitas vezes, durante o desenvolvimento de um produto ou serviço, ainda não há números exatos de usuários ou tração inicial para que estejam trabalhando. 

No nosso dia a dia é comum acompanharmos lançamentos de produtos e serviços e, quase sempre, eles acabam atrasando. O problema: como o produto demora para ser lançado, às vezes não há uma forte call to action para a imprensa.

Uma coisa é fato, se você está procurando alguma forma de exposição na mídia para a sua marca, é necessário ser capaz de comprovar a tração, ter ao menos um produto funcional com uma solução diferente do que está disponível no mercado e cases de sucesso.

 Também é necessário ter uma base de usuários substanciais ou parcerias consolidadas com organizações para comprovar o sucesso do seu business. 

Como está seu segmento?  

É normal que algumas empresas se perguntem porque seus concorrentes têm maior visibilidade que eles e a resposta é simples – o setor pode estar saturado e conquistado por seus concorrentes. 

A mídia geralmente gosta de noticiar fatos exclusivos e, caso você tenha mais de cinco correntes fazendo o mesmo que você, o que a sua empresa oferece provavelmente não é único. 

Claro, cabe ao profissional de PR identificar estratégias e canais para que a empresa se destaque frente aos seus concorrentes, mas  é importante alinhar as expectativas com base no que funciona ou não para o meio jornalístico. 

Geralmente, a imprensa busca noticiar soluções que colaboram para qualidade de vida da sociedade como um todo. Pode ser algo relacionado à saúde, trabalho, sustentabilidade. 

Como exemplo podemos citar a vasta cobertura (claramente necessária) sobre inovações em meio à pandemia da COVID-19 e destaques para empresas que buscaram, rapidamente, soluções para ajudar a vida da população.

Tudo é privado e confidencial

É natural que algumas informações sejam sigilosas dentro da empresa, como informações de receita e valores. No entanto, quando se trata de imprensa, os números são cruciais para a notícia. 

Números e dados dão ao público uma escalada sobre a empresa, além de comprovar o sucesso de certos empreendimentos. Quando o cliente quer noticiar um novo aporte, mas não pretende abrir o valor, por exemplo, pode ser um tiro no pé. 

É claro que é um direito da empresa não divulgar o valor, mas isso compromete as possibilidades de cobertura da imprensa. 

As empresas que têm dificuldade em compartilhar seus números, consequentemente, terão maior dificuldade de conquistar espaços na mídia orgânica. Portanto, é necessário estar ciente das dificuldades de inserções em casos como o citado acima. 

Mensurar os resultados de relações públicas

É fato que algumas estratégias de marketing, principalmente de digital, têm retornos de investimentos mensuráveis. Em PR isso é um pouco mais complexo. 

Existem alguns indicadores de sucesso como valor de mídia, veículos qualitativos e quantitativos, metas e afins, mas é quase impossível ter uma mensuração absoluta de relações públicas do seu impacto nos negócios porque estamos tratando basicamente de reputação e branding. 

Principalmente por considerarmos as estratégias de médio a longo prazo. 

Uma possibilidade é unir os times de comunicação e marketing e rastrear o desempenho das vendas após uma campanha de PR ou após alguma citação em veículo T1. 

Lembrando que essa técnica é apenas uma estimativa. Assim, caso você precise mensurar os resultados de fato, PR pode ser algo difícil para você. 

Tenho equipe para fazer a gestão? 

Muitas vezes, quando a empresa procura uma agência especializada ela acha que todos os problemas serão resolvidos do dia para a noite. Mas isso não acontece! 

Para um trabalho bem construído é necessário que exista uma parceria entre agência e cliente. Além de entender que uma agência irá demandar trabalho e tempo da parte de seus porta-vozes e equipe. 

Por isso, é necessário identificar quem será o responsável por gerenciar as demandas de relações públicas dentro da empresa, de estipular prazos e trazer insumos para a agência especializada. 

Sem esse trabalho em parceria, feito a quatro mãos, fica inviável um trabalho consistente. 

Portanto, é necessário identificar o momento da empresa e quais informações estão dispostas a abrir para a imprensa. 

O fato é que PR não é uma solução mágica para converter clientes ou para gerar determinada quantidade de vendas. 

A estratégia de relações públicas é algo a ser pensado a médio e longo prazos com o objetivo de trazer credibilidade e confiança para a sua marca ou empresa. 

E para ampliar seus conhecimentos sobre as estratégias de comunicação para sua empresa, preparamos um quiz, que é um teste com algumas perguntas e opções de respostas para que você escolha aquela que mais se identifica.

Com base nas suas respostas, ao final do teste, você saberá se sua empresa está pronta ou não para iniciar um relacionamento com a imprensa. Faça o teste aqui!

Compartilhe esse post