fbpx
Tempo de Leitura: 6 minutos

Qual a importância do tom de voz da marca para sua empresa?

tom de voz da marca

Pode-se dizer que o tom de voz da marca é que define como o público percebe a “personalidade” da empresa. 

Tal identidade precisa ser divulgada para ampliar o alcance da marca e, a partir da comunicação, estabelecer a conexão entre a empresa e aqueles clientes em potencial.

Esta comunicação é realizada por meio de diversos canais: desde a TV e Internet; mídia espontânea na imprensa tradicional; publicação de conteúdo de qualidade em blogs e redes sociais, por aí em diante.

Estes canais não devem, no entanto, trabalhar de forma “aleatória” e independente – pelo contrário, a maneira como a marca conversa com seu público precisa demonstrar consistência e coerência em todos os canais. A comunicação também precisa ser um reflexo dos valores, das características e das crenças da organização.

Uma coesão que só pode ser alcançada com a construção do tom de voz da marca

Por duas vezes eleita a melhor Profissional de Marketing do Brasil – em 2018 e 2019, pela Associação Brasileira de E-commerce e pela Associação Brasileira de Agentes Digitais -, a Consultora de Marketing Digital Camila Renaux define da seguinte forma o que é o tom de voz da marca:

“O tom de voz é justamente a transposição adaptada do jeito de uma marca se comunicar a partir de quem é, na vida real, para sua comunicação, inclusive a Digital – na qual os diálogos e o relacionamento são potencializados e se tornam muito mais marcantes e presentes

O uso de expressões, o slogan e características próprias e marcantes fazem com que sua marca seja autêntica, transmita credibilidade e gere identificação. Além de tudo isso, torna a marca mais humana e mais real. Por isso, construir o “Jeito de Ser” e o tom de voz é tão importante para alcançar resultados!

A importância do “tom de voz” da marca

Pode-se dizer que o tom de voz da marca é que define como o público percebe a “personalidade” da empresa

De que forma a marca se expressa em seus posts, propagandas e comunicações? Que tipo de linguagem ela usa? Ela transmite calma e segurança ou dinamismo e agilidade? Tudo isso é delineado pelo tom de voz da marca.

Sem um tom de voz estabelecido, o público terá dificuldades em perceber qual é, afinal, a identidade daquela marca – um poder de reconhecimento que é essencial se a empresa deseja ter um relacionamento positivo com seus clientes. 

É o tom de voz da marca que faz o público criar  laços afetivos com a empresa, seja ele um tom leve e bem-humorado ou firme e com autoridade.

Oferecer produtos e serviços qualificados e uma entrega eficiente são requisitos básicos para qualquer empresa – mas não o bastante para destacar-se em mercados cada vez mais competitivos. 

Sua marca precisa de uma linguagem e uma estética que permitam ao público reconhecê-la de imediato – precisa de um tom de voz.

Como construir?

Para começar a construir o tom de voz da marca, o ideal é que gestor e colaboradores respondam a algumas perguntas sobre a empresa: 

  • Qual é a persona que representa o público-alvo do seu negócio? 
  • Quando se comunica, a marca é mais contida ou expansiva? 
  • Fala na primeira ou na terceira pessoa? 
  • Que termos ela usa? 

Outro exercício que pode ajudar na construção do tom de voz da marca é questionar gestores e colaboradores:

  • Caso a empresa fosse uma pessoa famosa, quem ela seria e que tipo de personalidade demonstraria? 
  • Ela se comunica de forma extrovertida e engraçada ou é informativa e direta ao ponto? 
  • Que tipo de pessoa se identifica com ela? 

As respostas para tais perguntas certamente apontam um caminho para o tom de voz da marca – mas isso não deve ser feito de forma rígida e imutável

Assim como tudo na vida, o tom de voz precisa estar em constante evolução para manter-se em sintonia com os sentimentos do público – que exige, cada vez mais, que as marcas tenham valores e posições claras.

Criando uma conexão

Sua marca precisa ter uma conexão com a audiência se deseja transmitir autoridade no segmento em que atua e gerar melhores resultados – uma conexão que é difusa e instável se não houver um tom de voz da marca bem definido. É pelo seu “jeito de ser” que a empresa atrai e cativa a maior parte do público, fidelizando os clientes.

A assessoria de imprensa e a produção de conteúdo, por exemplo, são estratégias primordiais para transmitir autoridade. Sem a definição de um tom de voz, a conexão com os clientes em potencial perde sua força.

É preciso expertise em análise de comunicação e muita capacidade estratégica para construir um tom de voz consistente e coerente com a personalidade da sua empresa

Quer conversar sobre esse assunto? Entre em contato conosco!

Compartilhe esse post